Protetor solar: entenda a importância de usar durante o ano todo

A radiação do Sol atinge a Terra em todas as estações, assim, não há um período em que estamos menos sujeitos aos seus efeitos nocivos. Por isso, para proteger a pele, é preciso usar o protetor solar todos os dias.

Nesse artigo, você vai entender os males que o sol pode causar e compreender por que o protetor solar é indispensável — inclusive, nos dias de piscina que se tornam muito mais agradáveis se você se cuidar corretamente.

Quando devo usar protetor solar?

Nos dias mais frios, é natural a sensação de estar protegido do Sol — afinal, a temperatura média cai, vestimos roupas que cobrem mais o corpo e frequentamos menos as áreas abertas. Apesar disso, o Sol continua emitindo radiação e ela continua a atingir nosso corpo.

No Brasil, o calor é predominante e a incidência do Sol é expressiva. Em algumas regiões, ele continua forte mesmo nos dias de outono e de inverno. Assim, os riscos que oferece para a saúde ainda existem, o que torna essencial o uso do protetor solar mesmo nas estações mais frias.

O mesmo acontece nos dias de céu encoberto, quando os raios de sol não atingem a Terra diretamente. No entanto, sua radiação está sendo emitida e o mormaço também provoca problemas. Dessa forma, o protetor solar deve ser usado durante todo o ano, faça chuva, sol, frio ou calor.

Quais são os riscos evitados pelo protetor?

Os dermatologistas recomendam que o protetor solar seja utilizado desde a primeira infância e durante toda vida para prevenir problemas como:

Queimaduras

O calor do sol e sua radiação são excessivos para a pele humana. Todas as tonalidades de pele sofrem com isso, porém, quanto mais clara for a pele, mais sensível ela é. Por isso, para evitar queimaduras, é preciso escolher um fator de filtro solar ideal para o seu tom de pele.

Manchas na pele

A exposição ao Sol estimula a produção de melanina e isso muda a cor da pele para bronzeada. Porém, isso pode causar manchas escuras se não utilizamos o protetor solar. Essas manchas precisam ser acompanhadas de perto, pois podem evoluir para problemas dermatológicos mais graves — como melanoma e câncer de pele.

Envelhecimento precoce

A exposição aos raios ultravioletas do Sol tem efeito oxidante na pele e causa o envelhecimento precoce. As rugas e linhas de expressão surgem mesmo em pessoas jovens e a pele pode ficar flácida e manchada.

Câncer de pele

Os efeitos dos raios solares no corpo são acumulativos, ou seja, causam problemas ao longo do tempo. Toda essa radiação à qual nos expomos causam mutações nas células, que consequentemente evoluem para o câncer.

Expor-se ao Sol sem protetor solar ainda pode causar outros problemas como ressecamento da pele e doenças da derme, como fototoxicidade, mílio coloide, cútis romboidal, entre outras.

Qual é o período em que é preciso ter ainda mais atenção?

Embora o uso do protetor solar seja essencial durante o ano todo, no verão precisamos redobrar a atenção, pois é nesse período que nos expomos mais a céu aberto.

Toda a família deve estar protegida, principalmente as crianças. Lembre-se de que o protetor solar não tem efeito durante todo o dia e é preciso reforçá-lo a cada duas horas.

O protetor solar utilizado da maneira certa:

  • protege a pele de queimaduras;
  • vita manchas;
  • previne o envelhecimento precoce da pele;
  • evita a vermelhidão e ardência na pele;
  • hidrata a pele e melhora sua textura;
  • previne contra doenças diversas;
  • previne as “sardas brancas” (hipomelanose gutata).

Por isso, seja na hora do lazer ou no dia a dia, o protetor solar não deve faltar. E não precisa se preocupar com a oleosidade que o protetor solar causa na água da piscina. Existe um produto específico para esse tipo de problema: o Elimina Oleosidade . E aí? Gostou do post? Então, compartilhe nas redes sociais para que outras pessoas possam se cuidar corretamente também.

Conheça os produtos para limpeza de piscina da hth.