logo hth produtos para piscina

Limpeza de piscina,

pH da água da piscina nos parâmetros certos no inverno: saiba a importância

O tratamento de piscina de forma frequente é extremamente importante para preservar a qualidade da água e a sua cristalinidade.  A limpeza de piscina não apenas garante um ambiente agradável para mergulhar, mas também evita a proliferação de algas e germes causadores de doenças.

Mas se você deseja entender como tratar piscina de forma eficiente, não esqueça que tudo começa pela avaliação dos parâmetros da água. Um deles, o pH, afeta diretamente a ação do cloro, que tem a missão de desinfetar a água da piscina. Então, saiba mais sobre o pH, seus níveis ideais e quais os impactos desse indicador na sua piscina! 

Por que é importante manter o equilíbrio adequado do pH  na limpeza de piscina?

O nível de pH correto na água mantém sua piscina limpa, mas tem outros benefícios. Também ajuda a proteger os equipamentos da piscina: aquecedor, bomba e outros componentes do sistema contra danos. Além disso, pH em faixa adequada ajuda a preservar o acabamento da piscina, evitando rachaduras prematuramente.

O que significa pH?

O termo pH – Potencial Hidrogeniônico (Hidrogênio), é usado para demonstrar o grau de atividade de um ácido ou base na água. Portanto, é o fator mais crítico envolvido na manutenção do equilíbrio químico da sua piscina. O nível de pH da água da sua piscina é uma medida da sua acidez ou basicidade. Sendo assim, em uma escala de 0 a 14, um pH de 7 é neutro. Abaixo de  6,8 indica que a água é ácida, enquanto um pH de 7,6  indica que a água é básica . 

O pH e a alcalinidade total não são iguais, mas podem ser influenciados um pelo outro. A saber, o nível adequado de pH da piscina está entre esses dois pontos: 7,0 a 7,4 (sendo o pH 7,0 o melhor pH para os produtos hth).

pH abaixo de 6,8

Em primeiro lugar, a acidez da água afeta negativamente os nadadores, causando irritação na pele e queimação nos olhos e mucosas. Quando o pH da água da sua piscina está abaixo de ,6,8 a água é considerada corrosiva. A água corrosiva pode provocar a corrosão em metais e nos equipamentos do espaço de lazer. Se o desequilíbrio do pH não for controlado, a corrosão pode até enferrujar os acessórios da piscina a ponto de precisarem de substituição.

O baixo pH também corroerá o reboco e o rejunte da piscina. Do mesmo modo, é mais difícil manter a eficiência do cloro, ou seja, ele perde sua capacidade de purificar a água. 

Causas do pH baixo em uma piscina

Uma causa comum de baixo pH em uma piscina é o contato da água da piscina com a água da chuva. Devido à poluição ambiental, grande parte da precipitação (chuvas) tem um pH bastante baixo (com raras excessões).Então, após chuvas fortes, a adição dessa água de baixo pH à sua piscina pode ser suficiente para causar uma queda significativa nos níveis de pH.

Outra causa comum de pH consistentemente baixo é a baixa alcalinidade total. Antes de tentar usar um elevador de pH, você deve verificar a alcalinidade total da água da sua piscina. 

pH acima de 7,6

Quando a água da piscina tiver um nível de pH superior a , 7,6 você provavelmente notará incrustações ou água turva. O cálcio é o principal componente em escala, sendo um mineral relativamente instável. Desse modo, quando o pH é alto, o cálcio é menos solúvel. A tendência é que a piscina fique turva. 

Causas do pH alto

Se o pH for alto, um aumento repentino na temperatura da água da piscina também pode causar um aumento no pH. Por isso, recomendamos sempre cobrir sua piscina com lona. 

Por que o pH é importante no tratamento de piscina?

Corrigir o pH é essencial no tratamento de piscina porque o pH desequilibrado pode danificar os revestimentos de vinil. Com pH baixo, o revestimento de vinil tende a se expandir, resultando em enrugamento. Já com pH alto, o revestimento se deteriora mais rápido.

Além disso, o pH baixo pode resultar em corrosão nos equipamentos mecânicos da piscina, escadas, escorregadores e suportes de trampolim. Sem contar que, tanto a água ácida quanto a água com pH alto podem causar irritação nos olhos e na pele, deixando-a seca e com coceira, além de tornar o cabelo seco e quebradiço.

Equilibrar o pH é um processo contínuo

Manter o nível de pH sob controle é um processo constante. Os níveis de pH devem ser verificados regularmente, pelo menos 1 vez na semana, para garantir que não mudaram muito nas últimas 24 horas. É importante saber que muitos fatores podem interferir no equilíbrio do pH da piscina: excesso de oleosidade, até folhas e outros detritos caindo na água. 

Como tratar piscina e manter o pH adequado

Para avaliar  a água da sua piscina, selecione uma área afastada do skimmer e dos retornos. Segure a Fita Teste hth® debaixo d’água (30 cntímetros por 3 segundos). Ao remover a tira da água, tome cuidado para não sacudir o excesso de água. Aguarde 15 segundos para fazer a comparação de cores da fita com o gabarito do tubinho.  

Assim, você pode ajustar os parâmetros químicos da água seguindo as instruções na embalagem do produto. Para corrigir os parâmetros, necessário, aposte em produtos como hth® Redutor de Alcalinidade e pH Extra Forte ou o  hth – Elevador de pH (barrilha).

Resumo 

O pH desajustado causa:

  • cabelo ressecado
  • olhos vermelhos
  • coceira ou irritação na pele
  • corrosão de equipamentos ou revestimentos
  • os produtos não farão seu efeito com eficiência

Aplicação do cloro

Após o ajuste do pH, da alcalinidade, do cloro livre e do ácido cianúrico, aplique o cloro da hth®. O Mineral Brilliance é indicado para piscinas domésticas; já o cloro tradicional é recomendado para as piscinas de academias e clubes, que recebem maior fluxo de pessoas.

O cloro flutuador é outra opção, sendo destinada a piscinas de casas de veraneio, que não recebem tratamento semanalmente. 

Seguindo esses passos, você mantém sua piscina sempre em dia. Para entender melhor sobre tratamento de piscina, acesse aqui! Disponibilizamos vários vídeos ensinando a tratar piscinas de acordo com cada situação