logo hth produtos para piscina

piscinas bordas infinitas. entenda como são feitas

Mitos e verdades sobre as piscinas

Para utilizar a piscina de casa ou do clube com todo conforto e sem riscos de doenças, a limpeza da piscina é um fator essencial. E, obviamente, os produtos para limpar piscina são os protagonistas da manutenção e da proteção do recinto. 

O cloro, é um dos itens de sanitização de piscina que geram mais dúvidas. Pois há quem acredite que o cheiro forte da piscina é decorrente do cloro. Outros pensam que esse mesmo produto pode deixar os cabelos verdes. Então, para esclarecer as dúvidas e desmistificar alguns fatos, preparados este artigo. 

Produtos para limpar piscina deixam a água com cheiro forte?

Começamos pela crença mais comum que as pessoas têm. Muitas vezes, a água apresenta um odor mais forte e quem leva a culpa é o cloro, produto destinado à purificação da água. No entanto, esse é realmente um mito.  

Em verdade, o que pode desencadear odores é a presença de carga orgânica na água (suor, urina, óleo), em combinação com o cloro abaixo da faixa ideal. 

Cloro deixa o cabelo verde?

Mais um mito. O vilão, neste caso, é um produto químico conhecido como sulfato de cobre. Além disso, alguns algicidas são produzidos à base de cobre e podem deixar os fios de cabelo esverdeados. 

Para evitar esse problema, temos uma dica: utilize o hth® Previne Água Verde, que não contêm o sulfato de cobre na formulação.

Cloro pode dar coceira na pele e irritação nos olhos?

Sobre isso, depende. Na maioria dos casos, esses problemas de saúde ocorrem por duas razões: 

  • pH desajustado – menor que 7.0 ou maior que 7.4
  • excesso de cloro livre na piscina – acima de 5 ppm

Para saber se há ou não a necessidade de ajustar o pH e outros parâmetros, utilize a hth® Fita Teste. Assim, a fita permite avaliar a necessidade de ajuste de todos os parâmetros sem erros e em uma única medição. 

Do mesmo modo, depois de feito o teste, você pode aproveitar produtos como o hth® Redutor de Alcalinidade e pH ou hth® Elevador de Alcalinidade

É preciso trocar a água da piscina com frequência?

Definitivamente, isso é mais um mito. Afinal, essa ação gera desperdício de água, o que não é legal nem para o meio ambiente e nem para o seu bolso.

Se a água precisa ser recuperada, existem produtos específicos e de qualidade para isso, de acordo com o problema que a água apresenta. 

Qual produto químico evidencia a presença de urina na água?

Muitas pessoas têm medo de serem “denunciadas” por um produto químico, caso a urina “escape sem querer” na água. Contudo, a verdade é que não existe nenhum produto químico que altere a cor da água na contaminação por urina. 

Mas o fato é que fazer xixi na água nunca é uma boa ideia. Primeiramente, deve-se pensar que é uma questão de respeito com os outros banhistas. Depois, considere manter a qualidade da água, o que se reflete também na sua saúde.

Se a água está clara, ela está saudável?

Uma coisa não tem relação com a outra. De fato, a água da piscina pode estar límpida, mas ainda assim contém bactérias. 

Por isso, não confie apenas na aparência da água da piscina. Sendo assim, avalie a água semanalmente, ficando atento aos níveis de cloro. Ao cuidar da sua piscina com os produtos químicos ideais, os microrganismos indesejados serão eliminados sem riscos para os banhistas. 

O cloro estabilizado equilibra os parâmetros da água?

Esse é mais um grande mito. Além de não equilibrar a água, a utilização excessiva do cloro estabilizado pode promover uma superestabilização. Isso porque o produto conta com ácido cianúrico, um componente químico que é acumulativo na água. 

Quanto mais ácido cianúrico na piscina, maior o bloqueio da ação do cloro granulado. Desse modo, o cloro perde eficiência em sanitizar a água e eliminar germes, bactérias, e fungos.

Se você estiver usando o cloro estabilizado e ocorrer a superestabilização, interrompa o tratamento. Depois, drene parte da água e inicie o tratamento com o hth® Cloro Concentrado Tradicional ou hth® Cloro Aditivado Mineral Brilliance 10em1™.

É verdade que piscina raramente usada não precisa de tratamento?

Não é verdade não! Toda piscina, mesmo que pouca utilizada pelos banhistas, deve receber manutenção e proteção. Afinal, a água parada é um local de proliferação de doenças, algas, fungos, bactérias. Até o mosquito da dengue ama piscinas com água parada!

Se você não utiliza muito a piscina da sua casa, o hth® Cloro Flutuador com um clique do seu dosador, o produto libera ativos que garantem a água livre de bactérias por até 30 dias. Ademais, a formulação do cloro flutuador possui o Active Clear™, que inibe o crescimento de algas e aglomera os resíduos em micropartículas, eliminando-as na filtração.

Como pode observar, grande parte das afirmações que existem por aí não passam de mitos. O mais importante é seguir as dicas da hth® à risca, que são explicadas em nossos conteúdos do blog e nos vídeos disponibilizados em nosso site.