Como funciona o tratamento de piscina com raios ultravioletas hth

Como funciona o tratamento de piscina com raios ultravioletas?

A tecnologia no tratamento de piscina tem mostrado avanços nos últimos anos , tanto em produtos quanto em e equipamentos de limpeza. Além do eficiente e tradicional cloro granulado, o tratamento com raios ultra violeta tem chamada a atenção dos especialistas. 

Uma técnica pouco conhecida em comparação com o uso do cloro para piscina, raios ultravioleta geram dúvidas quanto à sua eficiente. Então, se você quer descobrir mais sobre esse tipo de tratamento, suas vantagens, desvantagens e peculiaridades, continue lendo este post da hth®!

No que consiste o tratamento de piscina com raios ultravioleta

O tratamento com raios ultravioleta é feito por meio do uso de um aparelho de descontaminação da água da piscina. O aparelho é colocado dentro da tubulação, emitindo raio de luz ultravioleta C. 

Esse raio, por sua vez, promove a eliminação de bactérias, fungos, germes e algas, purificando a água e a tornando clarificada. E isso é possível porque a radiação eletromagnética provoca danos fotoquímicos no DNA de microrganismos. 

Por consequência, a tecnologia evita a reprodução desses tipos de microrganismos – é uma tecnologia limpa e não gerar resíduos ao retornar a água para a piscina. 

Atenção; apenas a água que passa pelo equipamento é tratada. Este aparelho é instalado na tubulação de retorno de água pra piscina na casa de máquinas.

Quais as desvantagens do tratamento com raios ultravioleta?

Embora a tecnologia com raios ultravioleta seja prática no tratamento da piscina, ela apresenta alguns pontos negativos. Assim, o primeiro deles tem a ver com o fato de que os raios não afetarão todos os microrganismos presentes na água da piscina. 

Isso porque alguns germes, fungos e bactérias podem servir de “escudo” para outros, evitando que os demais microrganismos sejam eliminados. Também algumas impurezas servem de escudo para estes migro organismos.

O segundo ponto de desvantagem é que tal tecnologia, ao contrário do cloro granulado, não é capaz de eliminar sujeiras como óleo, gordura e suor. Afinal, a luz não atua como um agente oxidante.

O sistema de tratamento com UV não atua na água que está no tanque, portanto qualquer contaminante que caia na água ou que o banhista deixe na água (urina) não poderá o sistema de UV eliminá-lo imediatamente, somente quando este contaminante for levado pela água até o equipamento que está instalado na casa de máquina e isso pode demorar até mais de 3 horas, o contaminante será eliminado, neste período o banhista está correndo o risco de contrair uma infecção.

Por essas razões é muito importante que se mantenha o tratamento tradicional com cloro. Nas quantidades indicadas pelo fabricante, o cloro promove uma sanitização eficaz, livrando os banhistas de doenças. 

É importante salientar que o raio UV produzido pelo equipamento consome cloro.

Quais problemas a presença de óleo e outras sujeiras causam na água? 

A presença de óleo dos protetores solares, urina, suor, gordura e outros detritos podem alterar o pH e a alcalinidade da água. O resultado disso, é um desajuste que pode comprometer também o grau de sanitização e, consequentemente, a capacidade do cloro em manter a água purificada para uso. 

Quando a alcalinidade está nos níveis ideais (entre 80 e 120 ppm) isso evita mudanças no pH da água. Por outro lado, se a alcalinidade é reduzida, as consequências são a corrosão de equipamentos e a proliferação das algas.

Em contrapartida, a alcalinidade elevada provoca a turbidez da água e faz com o que pH suba, igualmente. Já no caso do pH, sua redução causa irritações na pele, nos olhos coceira e corrosão dos metais. Mas o pH aumentado produz a baixa eficiência do cloro e consequente ineficiência em purificar a água. 

Para evitar esses problemas, a hth® indica a melhor ideal de tratamento, com um passo a passo que você seguir corretamente. 

Avaliação da água da piscina com a  hth® Fita Teste

Precisa descobrir se os parâmetros da piscina (pH, alcalinidade, ácido cianúrico e cloro livre) estão desajustados? Então use a hth® Fita Teste. Pegue uma fita e mergulhe-a na piscina por alguns segundos, remova-a imediatamente. 

Espere mais 15 segundos sem balançar a fita e sem retirar o excesso de água. Depois, faça a comparação das cores da fita com as cores do rótulo. Caso precise ajustar os parâmetros, os produtos mais recomendados são: 

  • hth® Redutor de Alcalinidade e pH
  • hth® Redutor de Alcalinidade e pH Extra Forte
  • hth® Elevador de Alcalinidade
  • hth® Elevador de pH

Depois da avaliação e dos ajustes feitos, a próxima etapa é a purificação com o cloro granulado. 

Sanitização da água com o cloro específico

Essa etapa é importante e garante uma piscina saudável, sem germes, bactérias e própria para ser utilizada sem riscos aos banhistas. Então, com a filtração em funcionamento, use o hth® Cloro Aditivado Mineral Brilliance ou hth® Cloro Concentrado Tradicional.

O hth® Cloro Aditivado Mineral Brilliance é destinado às piscinas residenciais, que recebem baixo fluxo de pessoas. Esse produto, decerto, é muito eficaz na eliminação de bactérias, pois contém algicida em sua formulação, Além disso, a presença do clarificante no produto tem a função de tornar a piscina muito mais cristalina.

O hth® Cloro Concentrado Tradicional, por sua vez, é específico para piscinas de clubes, associações e outras que recebem muitos banhistas. Com alta concentração de ativo, o produto é potente na eliminação de bactérias.

Prevenção da turbidez da água

Se a água da sua piscina ficou turva por conta do óleo na água, é possível recuperar a cristalinidade aplicando o hth® Clarifica Maxfloc. Em suma, o produto formulado pela hth® realiza a decantação de resíduos e mantém a cristalinidade da água.

O modo de aplicação é o seguinte: com a filtração ligada, aplique diretamente na piscina 1,5ml para cada 1.000 litros de água. Basta fazer isso apenas uma vez por semana para ter novamente sua piscina limpa e cristalina!

Acesse hth® e conheça nossa linha de produtos para tratamento de piscinas