logo hth produtos para piscina

cachorro na piscina

Cachorro e piscina. Pode?

Estamos na estação mais florida do ano. A partir da segunda quinzena de setembro será possível curtir a primavera na piscina com toda a família, aproveitando os dias de mais calor e sol.

Os pets também podem entrar na diversão, brincando e praticando atividades na água para o melhor desenvolvimento deles. Mas se você está se perguntando se cães e piscinas combinam, respondemos. 

Combinam sim! Cachorros sabem nadar – e muito bem, diga-se de passagem. No entanto, o ideal é que seu  animal de estimação esteja saudável, sem problemas de pele ou no ouvido. Porém, alguns cuidados devem ser tomados para manter a segurança de todos.

Leia o post completo e confira algumas informações e dicas para garantir a sua alegria e a do seu melhor amigo!

Como garantir a segurança dos pets para uso da piscina na primavera!

Mesmo que os cães sejam muito espertos e ajam instintivamente na água, é sempre aconselhável cuidar de alguns pontos específicos. O primeiro deles é a segurança dos cães e outros bichinhos de estimação. Após o animal sair da piscina é aconselhável uma ducha e se possível secar o pelo, principalmente as orelhas.

Uso de lona de cobertura

Se a piscina está em uma área mais afastada da casa, é comum que os animais queiram, por curiosidade, sondar a área de lazer. No caso dos animaizinhos menores, há o risco de caírem na água e não conseguirem chegar novamente até a borda. 

Então, para evitar esse risco, o ideal é manter as piscinas cobertas com lona que tenha fixação da mesma no piso em volta da piscina, caso não estejam sendo utilizadas pelos banhistas. 

Instalação de grades de proteção 

Além disso, as grades de proteção são mais uma alternativa, gastando não apenas a proteção dos bichinhos como das crianças igualmente. 

Tratamento da piscina na primavera: o que muda para os cães?

A presença do animal dentro da piscina (ao entrar na água) não modifica nada no tratamento. 

Sendo assim, o pH deve estar entre 7,0 e 7,4, a alcalinidade entre 80 e 120 ppm e o nível de cloro tem que estar equilibrado (entre 1 a 3 ppm). 

Além disso, você garante a desinfecção antes e após o banho do seu cachorro. Caso o seu companheiro canino urine ou defeque na água, lembre-se: uma supercloração deve ser feita na piscina.

Avaliando o pH e a alcalinidade de água

A avaliação do pH (semanal), da alcalinidade (mensal), do cloro livre (a cada 2 dias) e do ácido cianúrico (a cada 3 meses) é uma etapa importante de manutenção da piscina. 

Com base na avaliação desses 4 parâmetros consegue-se identificar a necessidade de ajustes para equilibrar quimicamente a água.

Assim, não ocorrem problemas como: corrosão em equipamentos, proliferação de algas, água turva e baixa efetividade a ação do cloro. 

Ao contrário do que muitos pensam, executar essa fase de avaliação dos parâmetros não é nada complicado.

Afinal, existe a  hth® Fita Teste, um produto inovador que permite a avaliação dos 4 parâmetros em simultâneo. Depois, ao conferir os resultados e compará-los com o rótulo do produto, você saberá quais produtos aplicar na piscina para a correção química da água. 

hth® Fita Teste

Normalmente os produtos indicados são os elevadores e redutores de pH e alcalinidade. Veja, então, como usar a hth® Fita Teste

Mergulhe uma fita na água da piscina, retirando sem balançar após alguns segundos. Segure a fita por 15 segundos sem remover o excesso de água. Em seguida, perceba que a hth® Fita Teste já avaliou a água.

Vale lembrar que os níveis ideais de cada parâmetro são: 

  • Cloro Livre: entre 1 a 3 ppm, com avaliação a cada 2 dias.
  • pH: entre 7,0 e 7,4, com avaliação semanal;
  • Alcalinidade Total: entre 80 e 120 ppm, com avaliação uma vez por mês.
  • Ácido Cianúrico: máximo de 50 ppm. Avaliar a cada 3 meses.

Aplicação do cloro

A cloração da água da piscina na primavera irá ajudar a manter a água e o tanque livres de germes, fungos e algas. No caso das piscinas domésticas, você pode utilizar o hth® Cloro Aditivado Mineral Brilliance 10em1™, um produto que é multiação. 

hth® Cloro Aditivado Mineral Brilliance 10em1™

Em resumo, ele elimina bactérias e fungos, clarifica a água e ainda previne a formação da água verde, eliminando as micropartículas na filtração.

Os pets podem apresentar alergias com os produtos de tratamento para piscina?

Outra dúvida muito comum entre donos de piscinas que são tutores de cachorros é se os animais possuem algum tipo de alergia aos produtos de tratamento para a água da piscina.

Nesse sentido, você pode ficar despreocupado (a)! Afinal, os produtos da hth®, desde que utilizados nas dosagens recomendadas, não oferecem nenhum tipo de risco ou perigo para o seu animal de estimação.

Contudo, é possível que alguns animais sejam mais sensíveis que outros, ou tenham certas suas particularidades em relação ao pelo. 

Devido a isso, garanta a segurança e a saúde do seu bichinho, consultando também um veterinário.

Precauções necessárias para manter a diversão na piscina 

Por fim, anote algumas dicas que o Dr. Fernando elencou para ter certeza de que seu cachorro irá apenas se divertir na água, não desenvolvendo nenhum trauma! Veja:

    • Fique sempre de olho no bichinho dentro da piscina;
    • Após sair da piscina, dê um banho de água doce;
    • Deixe apenas os cachorros adultos entrarem na piscina. Os filhotes ainda não desenvolveram esta habilidade por completo;
    • Não o deixe por muito tempo na piscina, pois pode causar fadiga ao animal e até causar afogamento;
    • Instale uma escada na piscina. Assim, seu cachorro pode sair quando quiser;
    • Evite a exposição por muito tempo ao sol forte e passe protetor solar específico para cachorro no focinho dele;
    • O cachorro também precisa de hidratação, o ideal é deixar o pote de água sempre abastecido;
  • Cachorros braquicefálicos (Bulldogs/Pugs e outros) têm mais restrição, devendo ser monitorados. Ademais, todos devem passar por um condicionamento físico gradativo.

Deixar o cachorro na piscina pode! Agora, bom divertimento!

Colaboraram com este conteúdo:

FORLENZA (Dr. Piscina) 0800-112200 – www.hth.com.br.

FERNANDO DE SOUZA BARBOZA – CRMV 09822 – Médico Veterinário. Sócio Proprietário da Policlínica Animais & Cia (São Paulo e Florianópolis) – http://animalcia.com.br/ – Tel: 11 2727 4966

GOSTOU DESTE POST? ENTÃO COMPARTILHA!